Saúde

Em SC, 51% das crianças que tomaram 1ª dose da vacina da gripe não voltaram para reforço, diz Dive

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Com cerca de 40 mil doses da vacina da gripe sobrando nos postos de saúde do estado, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES) informou nesta quarta-feira (26) que as crianças que tomaram a primeira dose, mas não a segunda, são prioridade de atendimento.

Conforme a Dive, 37.155 crianças precisam ser vacinadas com a segunda dose da vacina contra a Influenza. Elas são 51,71% do total que recebeu a primeira dose, 76.944 crianças. O intervalo entre uma vacina e outra deve ser de no mínimo 30 dias.

Devem tomar a vacina em duas doses as crianças que são imunizadas contra a gripe pela primeira vez, o que deve ser feito a partir dos 6 meses de vida.

Até os 5 anos incompletos, as crianças fazem parte do grupo prioritário da vacinação. As maiores, se diagnosticadas com alguma comorbidade e com a vacinação indicada por um médico, também entram no grupo prioritário.

Ainda de acordo com a Dive, a gestão das vacinas cabe a cada município e nem todos ainda têm doses sobrando. Com isso, a orientação aos pais é que entrem em contato com a secretaria de saúde de sua cidade para saber quais postos ainda têm doses.
Às crianças que foram vacinadas contra Influenza em anos anteriores basta apenas uma dose. Também são grupo prioritário idosos, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), indígenas, professores e trabalhadores de saúde.